quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Quem foi que pintou?

Veja a obra abaixo. Você saberia dizer quem pintou?
E esta?
Posso garantir que são obras de dois pintores famosos...
Vamos, não sabe?
Pois bem, a primeira obra é de Picasso (Retrato da Mãe do Artista, 1896), e a segunda é de Gauguin (Estudo de Nu, ou Suzanne Costurando, 1880).
Difícil de acreditar, inda mais se comparamos com as obras abaixo, já designativas da madureza de cada um destes gênios da pintura.
Picasso - Demoiselle D'Avignon - 1906
Gauguin - Visão Após o Sermão - 1888
Picasso, nesta obra (Demoiselle D'Avignon), rompe com toda a sua trajetória até então e inaugura a sua fase madura, decompondo as figuras de uma forma que posteriormente ficou conhecida como o Cubismo.
Já Gauguin, na obra que é considerada o início do movimento simbolista, rompe com as convenções de profundidade ainda algo respeitadas pelos Impressionistas, e se lança numa aventura onde a utilização de vermelhos e laranjas se torna farta, assim como a delimitação das figuras, em boa parte das vezes através de linhas negras.
Esta evolução espantosa dos artistas - Picasso passou pelas fases Azul e Rosa antes de se projetar com a sua fase definitiva - é o que chamamos de busca da própria "Voz", o que vem definir a identidade e singularidade da própria obra.
Esta busca é dolorosa, e as vezes infrutífera. Muitos tentam ser novos e terminam no cemitérios dos sempre-iguais. Importa é buscar o eu-mesmo, em anos de labuta e de estudo para domínio da técnica, até que um dia esta identidade aflore.
Se a sua obra se instala no cenário como algo novo, é uma consequência aleatória das origens, do DNA e do caldo de cultura onde o artista se meteu.

domingo, 6 de agosto de 2017

Andrew Gifford - Landscape contemporâneo


Barco no Mississipi - OST 26x26cm

É sempre bom verificar que o Impressionismo se renova a cada geração e se mantém sempre contemporâneo.
Cena Urbana - OST 26x26cm
Andrew Gifford, nascido na Inglaterra em 1970, é reconhecido como um dos mais proeminentes paisagistas contemporâneos. O seu domínio da luz e as suas formas bem marcadas o configuram como um dos artistas que mais se arriscam no limite entre o figurativo e o abstrato, mantendo-se sempre na beira da gestalt irrealizada.
O artista em ação

terça-feira, 26 de julho de 2016

Gesso Acrílico - Faça você mesmo!

Eu tive a prova de que a leve camada de tinta que vem hoje em dia sobre o tecido das telas é insuficiente quando fui mostrar a um amigo alguns estudos de cor que tinha realizado há alguns anos.
Um susto!
O óleo tinha extravasado a tela, aparecendo manchas amarelas embaixo da região em que eu havia pintado as diferentes mostras de tinta.
A partir daí, comecei a tomar mais cuidado e a utilizar gesso acrílico em todas as telas, mesmo quando a mídia a ser utilizada também era acrílica.
Isto tem um custo. Um vidro com 500 ml de gesso acrílico de boa qualidade custa até 39,00.
Bem, como não tinha a menor ideia da formulação deste material me conformava e adquiria o produto.
Isto até ter uma surpresa no Youtube: Você mesmo pode fazer o seu gesso acrílico a um custo do qual mais tarde faremos a conta.
Vejamos os ingredientes:
Material a ser utilizado (além de água)

  1. Gesso branco, que você encontra nas lojas de artesanato e de material de construção
  2. Tinta acrílica branca (comprei uma lata de um litro)
  3. Cola PVA, adquirida na mesma loja em que comprei a tinta.
  4. Água

Para preparar o gesso acrílico, tive que me valer de alguns utensílios, que adquiri em loja de "Um e noventa e nove".
Utensílios
Vejamos a relação:

  1. Uma bacia de plástico
  2. Uma peneira
  3. Um medidor (no caso usei um de 125 ml)
  4. Uma concha
  5. Um frasco de plástico para fazer a mistura
  6. Uma colher
O primeiro passo foi peneirar o gesso, para evitar que algum grão maior entrasse em nosso preparado
Peneirando o gesso
Comecei então a mistura, que tem a seguinte composição:
  • Uma parte de gesso comum branco
  • Uma parte de água comum
  • Uma parte de cola PVA
  • Duas partes de tinta acrílica branca
Vamos lá:
Colocamos uma medida de gesso no recipiente
Misturamos igual quantidade de água ao gesso (125 ml)
Não se assuste com a cor, pois vai ficar acinzentado. Vamos a seguir para a cola:
Uma medida de cola PVA que será adicionada à mistura
Não deixe de mexer bem, desde a fase da mistura da água com o gesso. Tenha paciência e misture bastante, para que a nossa alquimia funcione!
Misturando, misturando, misturando...
E olha só: o seu gesso acrílico está pronto!
Gesso pronto
Parabéns, você preparou um gesso que eu considero melhor do que os do mercado, por um quinto do preço! Agora é só usar:
O gesso sendo aplicado em tela sobre MDF
Os meus gastos:

Gesso: R$7,00 (dois quilos)
Cola PVA: R$22,00 (1 litro)
Tinta Acrílica: R$22,00 (1 litro)

Você vai conseguir fazer muito Gesso Acrílico com este material aí!
E tem mais, o gesso é muito mais espesso do que qualquer um que utilizei até hoje. Se você não gostar desta característica, vá aos poucos colocando um mínimo de água, até chegar ao ponto que você achar ideal. De minha parte, quanto menos água, melhor!